A chamada síndrome da Apneia/Hipopnéia Obstrutiva do Sono (SAHOS) é uma doença crônica progressiva caracterizada pela interrupção parcial ou completa do fluxo de ar durante o sono. O ronco barulhento é apenas um sintoma característico dessa síndrome e é causado pela vibração dos tecidos moles da orofaringe, principalmente durante a inspiração. Mais do que um problema social, o ronco serve de alerta para o paciente de que algo mais grave pode estar ocorrendo.

As apneias tem recebido mais atenção por parte dos profissionais de saúde e dos meios de comunicação em função dos graves riscos que podem levar ao paciente. Trata-se de um problema grave de saúde devido às repercussões sistêmicas pulmonares e cardiovasculares. Os pacientes com apneia estão sujeitos a picos hipertensivos durante o sono, que podem levar a infartos e AVC. Mesmo os casos leves devem ser tratados, pois as apneias geram uma má qualidade do sono. Os pacientes se cansam mais facilmente, vivem sonolentos, rendem pouco no estudo e no trabalho e são muito irritadiços.

Por isso, os pacientes com SAHOS precisam ser tratados e o ortodontista tem papel fundamental no diagnóstico e tratamento desses pacientes.

As modalidades de tratamento variam de acordo com o caso. Existem vários graus de severidade do problema. É preciso que o paciente se submeta primeiramente a um exame com um pneumologista ou médico do sono, fazendo uma polissonografia do sono. De acordo com o resultado desse exame, o tratamento será definido. Vão desde alterações comportamentais até cirurgias. Normalmente casos mais severos tem indicação médica para usar o aparelho CPAP, capaz de manter as vias aéreas abertas através de um fluxo contínuo de ar, jogado para dentro da cavidade nasal durante o sono.

Dentro da área da ortodontia, podem ser atendidos os pacientes com graus leves ou moderados, sem grandes comprometimentos cardiopulmonares. Os aparelhos intrabucais são efetivos para reposicionar a mandíbula e a base da língua para frente, o que aumenta o espaço aéreo superior. Outra opção, para pacientes sem suporte dentário, é o reposicionador de língua (menos utilizados).

As vantagens dos aparelhos intrabucais são a relativa simplicidade e reversibilidade do tratamento e boa tolerância pelos pacientes por ser uma técnica não invasiva, com boa eficiência e razão custo-benefício.

apneia do sono

Aparelho CPAP para apneia do sono

Modelo de aparelho intra-bucal utilizado pela ortodontia para casos de apneias leves ou moderadas

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados. *